Bilu o ET Brasileiro

O assunto extraterrestre ainda é considerado um mito. A Associação Dakila Pesquisas há 15 anos tornou pública sua parceria com inteligências de outros mundos e o ponto alto dessa divulgação ocorreu há um ano, em outubro de 2010, quando emissoras de televisão fizeram reportagens na fazenda Dakila Pesquisas sobre o ET Bilu, a maioria delas duvidando, questionando e ridicularizando aquilo que para cerca de 1.300 dos mais de três mil associados é uma realidade que também pode se tornar verdadeira para a população, faltando muito pouco para isso ocorrer.
Parte da ciência e até as religiões se dedicam a estudar vida extraterrestre, mas preferem esconder os resultados desse trabalho da grande massa, negando a existência desse fato ou mantendo o assunto em banho-maria, divulgando eventualmente a existência de alguma partícula ET espalhada por aí afora. E aplicam-se recursos humanos e materiais para se encontrar um som, um indicativo ET, quando na verdade eles estão mais próximos dos humanos do que imaginamos.
Aqueles que se dedicam à pesquisa ufológica são considerados utópicos, mentirosos ou aproveitadores, que se utilizam da crença popular para atingir seus objetivos, hipnotizando e sugestionando pessoas. Por causa disso são desqualificados e alguns setores da sociedade tentam abafar e ridicularizar essas pessoas que apesar dos percalços, prosseguem na atividade de pesquisa e divulgação.

A quem interessa manter o assunto extraterreste encerrado a sete chaves, como se fosse um tabu? O cinema aproveita-se disso e cria roteiros de ficção científica onde os ETs ou são figuras monstruosas e terríveis ou querem dominar e subjugar a Terra.

Mas será que é assim mesmo? A Associação Dakila Pesquisas e as 49 raças parceiras entendem que não. Chegou a hora de todos saberem a verdade sobre esse tema tão polêmico, afirmando que os extraterrestres há milhares e milhares de anos visitam nosso planeta – a própria história de civilizações antigas apontam mistérios até hoje não respondidos, como no Egito, no Peru e Bolívia, na Europa, no Brasil e por aí afora – e que o desejo dessas inteligências é auxiliar os humanos a melhorar sua qualidade de vida e a saírem do torpor em que se encontram, revendo dogmas e paradigmas criados exatamente para manter a todos cegos sobre essa questão.

O ET Bilu mexeu com brasileiros e estrangeiros de uma maneira lúdica há um ano e ainda hoje é lembrado por todos, não importa se com humor, como algo sério e verdadeiro ou uma imagem negativa como aqueles que insistem em negar a existência extraterrestre abafando e criando obstáculos. A Associação Dakila Pesquisas preparou um vídeo com o pesquisador Felipe Castelo Branco e inúmeros depoimentos daqueles que tiveram a satisfação de conversar de perto com o ET Bilu, um super humano que intriga e mexe com todos. Vamos conferir:

Artigo criado e publicado em 2011-08-19 07:50:08. Artigo divulgado em parceria com Urandir Brasil Urandir Brasil - Urandir Parceiro do Povo - Urandir 2013

Artigos relacionados
Quem é Urandir

 Urandir Fernandes de Oliveira conhecido no meio ufológico como UFO (iniciais de seu nome) é o fundador do Dakila Pesquisas, Leia mais

ONU: quase 30 mil morreram em desastres naturais em 2011

As Nações Unidas pediram  atenção e precauções em relação às ameaças sísmicas, através das estatísticas publicadas pela Estratégia Internacional para Leia mais

Laser ajudará no monitoramento da atmosfera terrestre

Fonte: Site Inovação Tecnológica, com informações da ESA A agência espacial europeia (ESA) demonstrou a viabilidade de usar um raio Leia mais

Antigos reinos na América do Sul investigados por pesquisadores do Dakila Pesquisas

Foram mais de dez anos de pesquisas em diferentes sítios arqueológicos ao longo dos mais de sete mil km percorridos Leia mais

Comments are closed