Urandir realiza pesquisa no Castelo de Chambord durante 1ª Expedição à França

Urandir Oliveira detalou nos últimos meses algumas informações a respeito da pesquisa realizada durante a primeira expedição Zigurats à França no Castelo de Chambord, em  2010.

Muitas inscrições antigas encontradas nas paredes do castelo marcaram a pesquisa . Essas inscrições que para muitos são desapercebidas ou parecem não ter importância foram o foco da pesquisa, que levou a uma criteriosa catalogação de todas inscrições relevantes.

Ao serem analisadas posteriormente, as formas geométricas encontradas em alguns lugares do castelo, principalmente as mais antigas, apresentam uma semelhança notória com simbologias conhecidas e anteriormente já catalogadas pelo grupo de pesquisadores da Associação Dakila Pesquisas e da Equipe Zigurats em muitUrandir Tatiane e Alex em pesquisa no Castelo de Chambord na França-expedição Dakila Pesquisasos lugares do planeta. Interessante é que essas simbologias foram feitas em diferentes eras e por diferentes civilizações.  Muitos símbolos foram idênticoas aos encontrados em lugares da américa latina, principalmente na região andina e até mesmo algumas desenhadas nas paredes do Vaticano na Itália.

O Castelo de Chambord é muito conhecido e visitado em todo o mndo devido a sua arquiterura do período renascentista em combinação com formas medievais francesas ainda com traços de estruturas clássicas italianas. Uma fortaleza central rodeada por 4 enormes torres formam o complexo que possui 440 peças, 365 lareias e 84 escadarias.

Artigo criado e publicado em 2012-08-06 20:27:00.

Comments are closed